“Um Pensamento por Noite” – Carla Santos Ramada apresentou livro

A Biblioteca Municipal de Pedrógão Grande foi o espaço escolhido para, no passado dia 15 de Fevereiro, sábado, se proceder à apresentação do livro “Um pensamento por noite”, da autora Carla Santos Ramada. Além do Presidente do Município, Valdemar Alves, marcaram presença neste evento os Presidentes das Juntas de Freguesia de Pedrógão Grande e Graça, respetivamente, Carlos do Jogo e Pedro Pereira, numa sala cheia que se revelou pequena para receber a autora de origem pedroguense, tendo que se improvisar locais para instalar os presentes.

A primeira intervenção da tarde pertenceu ao Presidente do Município de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, que falou do orgulho e privilégio da Autarquia em promover a apresentação desta obra entre os seus Munícipes, realçando o facto de Pedrógão Grande ter sido escolhido como logo o segundo lançamento do livro, entre os vários que estão previstos.

Uma obra para “refletir”, “ponderar” e “coragem (da autora) em expor os seus pensamentos”, foram as expressões mais usadas pelo Presidente Valdemar Alves.

Enfatizou depois o orgulho dos pedroguenses e família, na escritora e na Mulher de família, Carla Santos Ramada, no que foi espontaneamente secundado pela plateia.

Pelo meio, lamentou o êxodo dos pedroguenses à procura de melhores oportunidades, como foi o caso da Carla Ramada Santos.

Seguiu-se a intervenção de Manuela Carvalho, Diretora da Biblioteca, que fez a apresentação da autora, realçando o facto de ela ser natural de Pedrógão Grande, embora na biografia venha como natural de Coimbra, o que decorre do facto de ali existir a Maternidade. Carla Santos Ramada, 43 anos, é casada e tem dois filhos, que são a sua grande paixão. Vive em Lisboa. Licenciada em Engenharia Agronómica, pela Escola Superior Agrária de Bragança, trabalha na área de formação, gosta do que faz mas assume que sempre teve o gosto pela escrita.

Carla Santos Ramada fechou o ciclo de intervenções, assumindo-se orgulhosamente como Pedroguense e fazendo questão de realçar que “o bichinho da escrita surgiu, de facto, há 30 anos na C+S de Pedrógão Grande”.

Falou depois do livro que – afirmou – “basicamente reflete a minha vida e todos os momentos que vivi durante o ano de 2017, traduzindo cada dia num pensamento”, explica a escritora, confessando: “Quando decidi no final de 2016 que iria traduzir cada dia de 2017 num pensamento, estava longe de imaginar nos dias difíceis que teria pela frente, mas mesmo nesses dias foi bom colocar no papel o que ficava preso na garganta. Não deixam de ser mensagens de esperança, de amor, de união, por isso gostaria de torná-las públicas”.

“O mundo é do tamanho dos nossos sonhos” – foi com este pensamento que a autora terminou a sua intervenção.

De realçar, ainda, a interatividade entre a plateia e a autora com a troca de experiências, culturas, gentes e conhecimento da região.

 

Comments are closed.

Scroll To Top