Ruy Serrano – A Casa da Minha Avó

Minha homenagem à minha avó materna que nasceu e viveu na Gestosa Fundeira.

 

A CASA DA MINHA AVÓ

Do outro lado do rio viveu a minha avó,

Nasceu e viveu naquela casa de pedra,

Em que eu passava férias quando então

Em Lisboa eu estudava, boa recordação.

 

No amplo carvalhal entre a casa e o rio,

Me deitava para dormir e ler bom livro,

No poço do rio aprendi então a nadar,

Belos momentos passei para recordar.

 

À serra eu ia roçar mato que em molhos

Levava às costas pra casa da minha avó,

Mato que servia para alimentar o lume

Da cozinha, a lareira e tão útil estrume.

 

Quando no fim das férias passava o rio

Pra outra margem e regressava à escola,

Minhas lágrimas afloravam aos olhos,

Por já sentir as saudades, aos molhos.

Ruy Serrano – 11.05.2016

Comments are closed.

Scroll To Top