Portugal Inovação Social apresentou resultados do concurso para o Pinhal Interior

Decorreu no passado dia 19 de Dezembro no Centro Cultural de Ansião o encontro Inovação Social no Pinhal Interior, com o objectivo de divulgar o conjunto de iniciativas, na sequência do concurso “Parcerias para o Impacto”, lançado em 2019, especificamente dirigido a este território.

O encontro contou com a presença da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, bem como de Filipe Almeida, presidente da Portugal Inovação Social e foi presidido pelo Secretário de Estado do Planeamento, José Gomes Mendes. Presentes igualmente vários autarcas de municípios da região, entre os quais os presidentes do município anfitrião, Ansião, António Domingues, de Castanheira de Pera, Alda Carvalho, Mação, Vasco Estrela, vice-presidente de Pedrógão Grande, Margarida Guedes, e vereadora Alexandra Tomé, de Pampilhosa da Serra.

Foram apresentados os 17 projectos aprovados no âmbito do concurso “Parcerias para o Impacto”, repartidos por diversas áreas como educação, emprego, inclusão social, protecção social, saúde e comunicação social (Rádio Miúdos, de Ansião).

Apesar de inicialmente estarem previstos um milhão de euros para este concurso, a qualidade e quantidade de projectos concorrentes justificou que o valor aumentasse para 1,7 milhões de euros, a que se juntam mais 700 mil euros de investidores sociais, num total 2,4 milhões de euros.

Isabel Ferreira, Secretária de Estado da Valorização do Interior, procedeu à abertura do evento, que teve ainda intervenções de Filipe Almeida, presidente da Portugal Inovação Social, António Domingues, presidente da Câmara de Ansião, e José Gomes Mendes, Secretário de Estado do Planeamento.

Na sua intervenção, José Gomes Mendes referiu que o problema da desigualdade entre litoral e interior não é a distância mas sim as políticas, de décadas, se não de séculos, sublinhando que os apoios e investimentos no interior nunca chegam aos níveis dos que são disponibilizados para o litoral, pelo que não se pode falar em apoios extraordinários, já que, na verdade, são menos do que é devido para “o interior e florestas, que são um activo crítico para o país, e o Pinhal Interior um pulmão de Portugal”.

Já António Domingues reivindicou do governo mais investimentos, como a necessária e urgente requalificação do IC8.

António B. Carreira

 

Alguns projectos da região:

100 Idade

Entidade: Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere

Concelho(s) de implementação: Pampilhosa da Serra

Área temática: Proteção Social

O concelho de Pampilhosa da Serra tem assistido à desertificação do seu território, com uma dispersão

geográfica acentuada e ½ dos seus habitantes a apresentar 60 ou mais anos. A iniciativa de inovação social 100 Idade quer trazer vida aos idosos isolados, promovendo a mobilidade e a Saúde do Pé, mas também atividades sociais e culturais de combate ao isolamento. O objetivo final é promover o envelhecimento ativo, e dar vida à comunidade desta região. Com este projeto, procura-se aumentar 20% em média a melhoria percecionada da qualidade de vida, na escala de avaliação WHOQOL, para cada uma das dimensões avaliadas (que integra quatro domínios de qualidade de vida: Físico, Psicológico, Relações Sociais e Ambiente; para além de uma dimensão geral de Qualidade de Vida). Prevê-se ainda um mínimo de 355 ações, que envolvem 150 idosos envolvidos nas atividades de promoção do bem-estar físico e da mobilidade e 185 idosos envolvidos nas atividades de promoção do bem-estar emocional, ocupacional, social e cultural.

 

Abrigo e Horta

Entidade: Associação Causa – Unidos por uma Casa

Concelho(s) de implementação: Arganil, Castanheira de Pêra e Oleiros

Área temática: Proteção Social

Na sequência do incêndio de outubro de 2017, a maioria dos agricultores tradicionais de pequena escala e de subsistência dos municípios afetados perderam tudo o que tinham incluindo o seu próprio meio de sustento. A compensação a que tiveram direito (um fundo até cinco mil euros) não cobriu a totalidade das perdas. Este projeto propõe a construção de um abrigo e de uma horta para estes agricultores de subsistência, utilizando técnicas de construção tradicional e respeitando a cultura local.

Serão criados 53 abrigos e hortas (20 em Arganil, 20 em Castanheira de Pêra e 13 em Oleiros) ao longo da vigência do projeto.

 

Cultivar a Inclusão – Ervas da Vila

Entidade: Cercicaper – Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos

Inadaptados de Castanheira de Pêra Crl

Concelho(s) de implementação: Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e

Pedrógão Grande

Área temática: Emprego

Cultivar a Inclusão – Ervas da Vila tem como objetivo aumentar em média em 25% o nível de autonomia e de competências para a empregabilidade de adultos com deficiência provenientes dos três concelhos de intervenção da instituição, nomeadamente Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande. A iniciativa terá uma duração de 18 meses e a medição do impacto da mesma será realizado através de um júri tripartido das áreas agrícolas e do domínio do desenvolvimento pessoal que avaliará a autonomia, a capacidade de trabalho e o nível de empregabilidade de cada indivíduo.

 

Incubação e Apoio ao Empreendedorismo Social

Entidade: Associação Empresarial Penedo do Granada

Concelho(s) de implementação: Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande

Área temática: Emprego

A Associação Empresarial Penedo do Granada propõe-se a criar um espaço de incubação, com apoio formativo e acompanhamento por parte de consultores especializados, com enfoque na Floresta, transformação de Madeiras e Turismo, com o objetivo de incubar seis projetos de inovação e empreendedorismo social ao longo dos 36 meses do projeto.

 

Elos com Futuro

Entidade: Santa Casa da Misericórdia de Figueiró Dos Vinhos, Santa Casa da Misericórdia de Castanheira de Pêra, Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande

Concelho(s) de implementação: Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pêra, Pedrógão Grande

Área temática: Inclusão Digital

A iniciativa Elos com Futuro pretende implementar uma ação de Apoio ao Luto em três dos concelhos que sofreram a tragédia dos incêndios florestais de 2017, e a perspetiva individual, de cada pessoa em luto, com a capacitação e envolvimento dos próprios enlutados naquela ação. A implementação ao longo de três anos deste projeto repercutir-se-á de forma positiva no bem-estar das populações, na economia e na cultura locais. O projeto tem como meta envolver diretamente 417 destinatários finais de três municípios do Pinhal Interior afetados pelos incêndios florestais – concelhos de Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pêra e Pedrógão Grande – nomeadamente 255 crianças, jovens e adultos enlutados nas ações de apoio ao luto, através de sessões individuais, presenciais e à distância, de grupos de partilha, e mais 162 pessoas, entre colaboradores das instituições parceiras e pessoas em luto, nas ações/workshops específicos de capacitação para o apoio ao luto, no período de implementação do projeto.

 

Capacitar para Partilhar

Entidade: Santa Casa da Misericórdia De Alvaiázere

Concelho(s) de implementação: Alvaiázere

Área temática: Proteção Social

Capacitar para Partilhar é uma iniciativa de quatro entidades da economia social do concelho de Alvaiázere, que se uniram e transformaram uma ideia num projeto inovador e de grande dimensão. O projeto visa combater a solidão, a tristeza, entre outros sentimentos negativos que afetam os idosos que ainda permanecem nas suas casas nesta região, trabalhando com os idosos para os transformar em protagonistas da mudança.

Comments are closed.

Scroll To Top