Miguel Portela – 06-11-1973 / 14-06-2021

Miguel Ângelo Portela da Silva Caetano, nasceu em Moçambique em 6 de Novembro de 1973, filho de António José da Silva Caetano e de Maria Emília Bruno Portela da Silva Caetano. Faleceu em Figueiró dos Vinhos em 14 de Junho de 2021.

Aprendeu as primeiras letras na escola primária de Castanheira de Pera onde fez os dois primeiros anos, com os restantes estudos primários a serem realizados em Figueiró dos Vinhos.

Nesta vila concluiu os estudos secundários na Escola Secundária, tendo depois cursado Engenharia Civil no Instituto de Engenharia Civil de Coimbra, com especialidade em Sistemas da Qualidade Ambiente e Segurança e também o curso de Técnico Superior de Higiene e Segurança no Trabalho.

É autor de diversas obras, salientando-se: “Ilustrar Figueiró”, publicado em 2008; “Requiem – Padre António Estevam”, publicado em 2008, em co-autoria com Margarida Herdade Lucas.

Em 2010, é publicada a obra, “A Idade do Ouro da Imprensa do Norte do Distrito de Leiria”, em co-autoria com Margarida Herdade Lucas, numa edição da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, cuja segunda edição ocorreu nesse mesmo ano.

Em Maio de 2011, publicou o livro, “A Quinta dos Paivas ou do Ribeiro Travesso”, em co-autoria com Margarida Herdade Lucas, do qual a segunda edição, já se encontra esgotada.
São várias as exposições que realizou dentro das temáticas das obras publicadas, em colaboração com Margarida Herdade Lucas.

“Ilustrar Figueiró”, foi uma exposição inserida nas Jornadas Culturais ocorridas em 2008, no Convento do Carmo, em Figueiró dos Vinhos. “A Idade do Ouro da Imprensa do Norte do Distrito de Leiria” e “José Malhoa com a Arte na Alma” são exposições que, desde 2008, que percorreram mais de quinze concelhos do país. São várias as conferências que efectuou sobre a Imprensa do Norte do Distrito de Leiria, bem como sobre a vida e obra do pintor José Malhoa.

Como poeta, publicou o seu primeiro livro: “Diz sempre que sim…”, cujo lançamento ocorreu na Biblioteca Municipal de Alvaiázere no dia 4 de Outubro de 2010, inserido nas Comemorações dos 100 anos da República.
O seu mais recente livro de poesia, “Quem Sabe?!…”, foi lançado em Junho de 2011.

Foi colaborador de vários jornais locais e regionais, como A Comarca e O Figueiroense (Figueiró dos Vinhos), O Ribeira de Pera (Castanheira de Pera), Jornal da Golpilheira (Golpilheira, Batalha) entre outros, e também no blogue Terras da Ribeirinha, nos Cadernos de Estudos Leirienses (Leiria), e nos “Anais Leirienses – estudos e documentos”.

Para além de investigador histórico e poeta, Miguel Portela era também músico: compositor e coralista.

Era também membro da Assembleia Municipal de Figueiró dos Vinhos, eleito pelo PSD.

 

                                                                                  Bibliografia:

Livros (autor)

Ilustrar Figueiró – Álbum fotográfico, uma colecção de imagens vividas, edição do autor, G.C. Gráfica de Coimbra, 2008.

O Fabrico de papel em Figueiró dos Vinhos no século XVII, Figueiró dos Vinhos, edição do autor, 2012.

O Mosteiro de Santa Clara de Figueiró dos Vinhos. Apontamentos para o seu estudo, edição do autor, 2013.,

A exploração de ferro na região de Penela, Figueiró dos Vinhos e Tomar nos séculos XVI e XVII , edição do autor, 2014.

As Reais Ferrarias de Tomar e Figueiró: das origens ao século XVII, ColeçãoEstremadura, Espaços e memórias, II Série, n.º 9, CEPAE – Centro do Património da Estremadura, Folheto Edições & Design, 2016.

Figueiró dos Vinhos – Coletânea documental, Coleção Tempos & Vidas – 40,Textiverso, 2017.

Figueiró dos Vinhos – 8 Séculos de História:  Passado. Presente. Futuro, Coleção Tempos & Vidas – 41, Figueiró dos Vinhos: União das Freguesias de Figueiró dos Vinhos e Bairradas e Textiverso, 2017.

Livros (co-autor)

PORTELA, Miguel e LUCAS, Margarida Herdade – Requiem Pe. António Estevam (1883-1850), edição dos autores, G.C. Gráfica de Coimbra, 2008.2.

PORTELA, Miguel e LUCAS, Margarida Herdade, A Idade do Ouro da Imprensa do Norte do Distrito de Leiria, edição da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, FigueiróTipo, 2010.

PORTELA, Miguel e LUCAS, Margarida Herdade, A Quinta dos Paivas ou do Ribeiro Travesso,  edição dos autores, Figueiró dos Vinhos, FigueiróTipo, 2011.

PORTELA, Miguel e LOUREIRO, José João, Abades Perpétuos, Comendatários e Trienais da Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça e Gerais da Congregação, edição dos autores, Fátima, 2017.

Para além destes livros, Miguel Portela foi também autor ou co-autor de centenas de artigos, publicados nos jornais regionais e publicações acima referidos, estudos, artigos com arbitragem científica, revisões científicas, mais de três dezenas de palestras, entre elas a participação no TEDxFigueiróDosVinhos em 2017, tendo realizado o prefácio e apresentado o livro do figueiroense Carlos Medeiros A Importância das Fábricas de Lanifícios no Desenvolvimento Sócioeconómico no Concelho de Figueiró dos Vinhos.

 

Foi distinguido com diversas medalhas e diplomas:

2008, novembro, 26 – Reconhecimento público, aprovado por maioria na Reunião da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, relativamente à publicação da obra Ilustrar Figueiró do autor Miguel Portela, à obra Requiem do Pe. António Estevam (1883-1950), da autoria dos autores Margarida Herdade Lucas e Miguel Portela, tendo ficado registado:

2014, dezembro, 4 – Medalha numerada (n.º 33) alusiva ao Centenário do Concelho de Castanheira de Pera, atribuída pela Câmara Municipal de Castanheira de Pera pela palestra, “A criação do Concelho de Castanheira de Pera em 1914”, proferida no dia 2 de outubro de 2014, em Lisboa no II Congresso I República e Republicanismo, e proferida no dia da atribuição da respetiva medalha no momento antecedente à realização da Assembleia Municipal nessa referida vila.

2017, março, 24 – Diploma de Mérito Cultural da APALA

2017, março, 24 – Diploma – Moção Cultural de Aplausos

2017, março, 24 – Diploma – Academia de Letras e Artes Lusófonas

2017, maio, 1 – Medalha de Mérito Cultural – Diploma – Como reconhecimento público pelos relevantes serviços prestados à freguesia de Figueiró dos Vinhos e aos figueiroenses, constituindo a sua acção um exemplo para as actuais e futuras gerações. União das Juntas de Freguesias Figueiró dos Vinhos e Bairradas na celebração do 1.º Dia da Freguesia.

Comments are closed.

Scroll To Top