Kalidás Barreto – Crónicas da Serra da Lousã

Numa época de solidariedade aqui fica esta pequena “estória” plena de significado:

Filho preferido

Um dia perguntaram a um persa, que se orgulhava de ser um homem sábio:

– Tens muitos filhos. Qual é o teu preferido?

O homem respondeu:

– O meu filho preferido é o mais pequeno, até que ele cresça; é o que está longe, até que ele regresse; é o que está doente, até que ele se cure; é o que está preso, até que ele seja libertado; é o aflito, até que seja consolado.

Comments are closed.

Scroll To Top