Famílias carenciadas receberam Cabaz de Páscoa doado por benemérito

Desde o dia 10 de Abril de 2017, que começaram a ser distribuídos 29 Cabazes de Páscoa pelas famílias mais carenciadas do concelho de Pedrógão Grande, representando mais de 1700 produtos de bens não perecíveis.

Segundo nota distribuída à Comunicação Social pelo município de Pedrógão Grande, “esta acção é fruto do gesto altruísta de um benemérito com raízes genealógicas ligadas ao concelho de Pedrógão Grande, que sensibilizado pelo Presidente do Município, Valdemar Alves em conversa ocasional, tem vindo a contribuir com continuados gestos magnânimos para um maior bem-estar dos pedroguenses. A título de exemplo, uma criança que também estava presente nesta entrega de cabazes a acompanhar a sua mãe, fazia já uso de uns óculos graduados também pagos por este benemérito, bem como as respetivas consultas da especialidade. Gestos que têm uma expressão que vai muito para além do aspecto material e, pegando ainda no caso desta criança se reflecte no aproveitamento escolar, que melhorou significativamente desde que começou a usar os óculos, e na qualidade de vida, em geral.

Este acto altruísta abrangeu 29 famílias e cerca de uma centena de beneficiários em situação de maior carência económica e social, previamente sinalizadas pelos serviços de acção social do concelho, sendo todos residentes no concelho de Pedrógão Grande.

Dos cabazes fazem parte bens não perecíveis, como massa, arroz, leite, papas, cereais, óleo, azeite, sal, salsichas, atum, enlatados de feijão e grão, num total de cerca de 1700 produtos que deram origem a 29 cabazes bem recheados, cada um deles composto de acordo com o número de elementos e características de cada agregado familiar.

O Presidente do Município, Valdemar Alves, acompanhou a entrega dos primeiros cabazes e foi mantendo diálogo com as técnicas envolvidas no processo e com as famílias beneficiadas, manifestando ainda a sua preocupação com a chamada “pobreza envergonhada”, famílias que não têm acesso a estas ajudas e passam dificuldades no seu agregado familiar, por terem vergonha de partilhar os seus problemas e de procurar ajuda.

Comments are closed.

Scroll To Top