Castanheira de Pera: Voto de Pesar por Kalidás Barreto na Assembleia da República

Foi aprovado no dia 26 de Novembro de 2020, na Assembleia da República, um voto de pesar por Luís Maria Kalidás da Costa Barreto, que faleceu em Castanheira de Pera, no dia 30 de Outubro de 2020. Foi o primeiro Presidente eleito da Assembleia Municipal de Castanheira de Pera, em 1976, tendo sido deputado à Assembleia Constituinte e fundador da Confederação Nacional dos Trabalhadores Portugueses (CGTP).

Kalidás Barreto foi comendador como Grande-Oficial da Ordem da Liberdade, tendo-se destacado como sindicalista, político e intelectual.

O voto de pesar foi aprovado por unanimidade no plenário que decorreu no parlamento português.

Estiveram presentes na cerimónia que decorreu em Lisboa a família, e em representação do Município, a Presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pera, Alda Correia de Carvalho.

 

Mensagem de Pesar do Presidente da Assembleia da República

Recebo, com enorme tristeza, a notícia do falecimento, aos 88 anos, de Luís Maria Kalidás da Costa Barreto.

Antifascista, pensador, sindicalista e Deputado à Assembleia Constituinte, tinha por ele, desde os anos setenta do século passado, uma grande admiração e amizade.

Filho de um intelectual republicano de origem goesa, Kalidás Barreto nasceu em Montemor-o-Novo, em 16 de outubro de 1932, distrito de Évora, e era uma indiscutível referência da luta pelas causas e os direitos dos trabalhadores.

Participou em iniciativas de oposição à ditadura de António de Oliveira Salazar e Marcelo Caetano, designadamente como membro da comissão de apoio à candidatura do General Humberto Delgado à Presidência da República, em 1958, e como organizador da Oposição Democrática em Castanheira de Pera, nas eleições de 1969, onde, entretanto, se havia radicado.

Após ter participado ativamente na criação da Intersindical Nacional, mais tarde Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), em 1970, Kalidás Barreto liderou o Sindicato dos Têxteis do Centro, foi dirigente nacional da CGTP e conselheiro técnico de missões portuguesas à Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Em 1975, nas primeiras eleições livres a seguir ao 25 de Abril, foi eleito Deputado à Assembleia Constituinte, nas listas do Partido Socialista.

Em 2004, no âmbito das comemorações do 30.º aniversário do 25 de Abril, foi agraciado pelo Presidente da República Jorge Sampaio com o grau de Grande-Oficial da Ordem da Liberdade.

No momento do seu desaparecimento, endereço à sua Família e Amigos, em meu nome e em nome da Assembleia da República, as mais sentidas condolências.

 

30-10-2020

Eduardo Ferro Rodrigues

Presidente da Assembleia da República

 

Homenagem de Terras da Ribeirinha a Kalidás Barreto

Faleceu o Comendador Kalidás Barreto, um dos combatentes pelo Regime Democrático em Portugal, opositor do regime de Salazar e Caetano. Deputado da Constituinte na Assembleia da República, co-fundador da CGTP e seu dirigente.

Para o Norte do Distrito de Leiria é uma perda irreparável o falecimento de Kalidás Barreto no dia 30 de Outubro de 2020. Era um dos grandes estudiosos e grande divulgador da história da região. Dedicou muito do seu tempo à investigação, em particular, ao concelho de Castanheira de Pera. Da sua vasta obra destacamos: Monografia de Castanheira de Pera, Subsídios para a História do Movimento Operário em Castanheira de Pera, Organização Profissional dos Trabalhadores do Sector Têxtil nos Distritos de Leiria e Coimbra, Os Trabalhadores Laneiros no Distrito de Leiria, Presos Políticos de Castanheira de Pera – 1949, Os Deputados de Leiria na Assembleia Constituinte 1975/76. Todos estes trabalhos já foram apresentados neste blogue.

A disponibilidade de Kalidás Barreto para divulgar os valores culturais, históricos e patrimoniais da região era total. Além dos livros, recordo a sua disponibilidade para colaborar com a Al-Baiäz – Associação de Defesa do Património na divulgação da história e do património da região, apesar de não ser seu associado. Foi orador em vários fóruns de debate, designadamente nas 1as Jornadas da Al-Baiäz, em Ansião, nas 2as em Figueiró dos Vinhos, nas 4as em Pedrógão Grande e nas 5as em Alvaiázere. Foi guia nas visitas da Al-Baiäz ao Centro Histórico de Castanheira de Pera, à Quinta dos Esconhais do programa “Quintas com História” e aos “Espaços do Sagrado” de Castanheira de Pera, entre outras participações.

Perdemos o político, o sindicalista, o historiador e o grande divulgador do Norte do Distrito de Leiria, mas mais do que tudo isto, perdemos um bom e velho amigo. Aqui fica a nossa humilde mas sentida homenagem e à sua família endereçamos as mais sentidas condolências.

https://terrasdaribeirinha.wordpress.com/

Élio Marques

 

 

 

Comments are closed.

Scroll To Top