Carta de Bruno Gomes aos Pedroguenses por ocasião da sua saída de vereador da Câmara Municipal de Pedrógão Grande

Caros Pedroguenses,

Caro Presidente Valdemar Alves, Vice-Presidente José Graça, Vereador António Pena e Vereadora Margarida Guedes desejo o melhor para todos vós, foi um mandato de debate e diferenças, mas com respeito.

Quero prestar contas do meu trabalho autárquico nestes 4 anos como Vereador do Município de Pedrógão Grande e dos 8 anos de Secretário de Junta de Freguesia de Vila Facaia.

Há cerca de 12 anos entrei para a politica autárquica e saio neste momento, não sou candidato nas autárquicas de 2017, por opção própria e devido a questões familiares, princípios e ética.

Quero vos dizer que não perdi o gosto pela politica, mas também, não a vejo com os mesmos olhos, hoje vejo-a como uma atividade por vezes sem ética e capaz de destruir princípios e amizades.

Se pensarmos como este mandato autárquico na Câmara Municipal de Pedrógão Grande iniciou e como terminou concluímos que tudo mudou. Foi um mandato muito difícil.

Os meus pelouros neste mandato foram Modernização Administrativa; Obras Particulares; Urbanismo e Ordenamento do Território; Energia; Turismo; Juventude; Movimento Associativo/Coletividades; Desporto e Tempos Livres; Educação e Formação Profissional; Património, Cultura e Ciência e Toponímia;

Ao nível da Modernização Administrativa considero que o meu trabalho podia ter sido melhor. Foi preparada uma candidatura com a CIMRL que permitirá a disponibilidade financeira para os serviços administrativos se modernizarem. Outra ação importante e que apenas acompanhei é a criação da loja do cidadão no concelho.

Ao nível das Obras Particulares, a minha ação foi esporádica, tentando apoiar e ajudar os serviços e a população e não escondo que pelo facto de ser funcionário do nosso Município, precisamente nestes serviços, me tenha afastado o mais possível por questões éticas. No principio do mandato fiz uma proposta de simplificação administrativa de alguns processos mais simples, percebi rapidamente que não era o momento, nem estavam reunidas as condições para esta, quanto mais para processos mais complexos.

Ao nível do Urbanismo e Ordenamento do Território considero que este pelouro teve concretizações muito importantes, o novo PDM está em vigor, com novas áreas de expansão da Vila de Pedrógão Grande, de novas áreas de localização empresarial, e novas oportunidades. Temos um loteamento industrial aprovado e em construção e com financiamento comunitário. Aproveitou-se uma oportunidade única para captar empresas com a nova área de localização empresarial.

Ao nível da Energia, realizou-se um estudo para colocar e desligar luminárias em todo o concelho, colocaram-se LED´S, e fez-se um estudo muito ambicioso que era para colocar LED´S em todo o concelho, no entanto, devido a diversos entraves e questões de compensações, decidiu-se converter esta candidatura de eficiência energética noutras candidaturas, nomeadamente o edifício da ex C+S no largo da Devesa, o edifício da GNR e ainda reforçar o valor da piscina municipal, mantendo um pequeno valor na colocação de LED´S. O concelho de Pedrógão Grande tem um valor recorde para eficiência energética.

Ao nível do Turismo aproveitou-se as infraestruturas existentes, executaram-se muitas atividades e requalificou-se o CIT que tinha problemas de isolamento e de humidade. Ficam algumas candidaturas para novas infraestruturas, bem como, fico com a sensação que se poderia ter feito um pouco mais. O ultimo sonho que realizei foi a compra pela Câmara Municipal esta semana de terrenos para a execução de uma ciclovia entre o Estádio Municipal, as Escolas, o Centro de Turismo e o Centro Histórico

Ao nível da Juventude saio satisfeito pelo apoio dado aos jovens até aos 17 anos. A partir dos 18 anos assumo e tenho a certeza que se deveria ter feito mais pelos jovens.

Ao nível do Movimento Associativo / Coletividades estive sempre ao lado destas instituições, de corpo e alma, até porque fui presidente da Casa da Cultura e Recreio de Vila Facaia durante 4 anos e passei pelas mesmas dificuldades, com disponibilidade para as ajudar com os seus problemas e lutei pelo aumento do apoio anual às Associações que foi elevado. Tenho orgulho e sensação de dever cumprido.

Ao nível da Desporto e Tempos Livres estive sempre ao lado do Recreio Pedroguense num mandato difícil e conturbado para todos e promoveu-se muitas atividades desportivas de onde destaco recentemente o campeonato de pesca ao Achigã das aldeias o Xisto, cuja a ideia foi lançada por Pedrogão Grande. Organizaram-se tempos livres de excelência para as crianças nas férias, sobretudo as de Verão.

Ao nível da Educação e Formação Profissional o trabalho realizado com o agrupamento de escolas na educação é o meu maior orgulho como vereador, bem como, reconheço que em relação à Escola Tecnológica e Profissional da Zona do Pinhal é essencial acabar com este impasse. É tempo de concessões e convergência de responsabilidades e direitos. Devia-se ter feito mais, mas infelizmente não houve entendimento.

Ao nível do Património, Cultura e Ciência, iniciou-se o registo de muito património rústico e urbano municipal, com levantamento de todos os imóveis e quase todas as propriedades rusticas. Classificou-se o forno romano como sitio de interesse municipal na Direção Regional de Cultura do Centro. Modernizamos a parte administrativa da Biblioteca, e o Município tornou-se uma referencia regional de cultura, sendo que grande parte desta ação não advém da minha ação direta, mas sim do Sr. Presidente.

Ao nível da Toponímia a minha ação foi pequena dado que o concelho tem um projeto recente de toponímia em todas as vias e a mesma precisa de tempo para estabilizar. Existiram pequenos problemas que foram resolvidos e outros que deveriam ter sido corrigidos (retificação de parte da toponímia da aldeia de Mosteiro) e que eu assumo a responsabilidade de não o terem sido.

Quando há quatro anos fui a eleições houve vários objetivos que defendi e que lutei.

Apoio às Juntas de Freguesia. Estive sempre ao lado de todas as Juntas de Freguesia do Concelho e fui um dos maiores defensores do aumento do apoio financeiro do Município às Juntas de Freguesia e de realizar projetos em comum.

Reconstrução do centro de saúde de Pedrógão Grande estive desde os primeiros meses do mandato a defender esta obra e apesar de não ser o sonho perfeito (novo centro) é uma realidade que está em execução.

Numa má relação entre pessoas reflete-se infelizmente nas instituições e o que temos de ver é o que é importante e essencial, o caminho correto e seguro é como num nevoeiro. Relativamente à Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande e à Associação de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande, de onde fiz parte dos órgãos sociais recentemente, e sai porque estava no Executivo de Câmara Municipal, quero dizer que orgulho-me nos apoios dados e recebidos entre estas entidades e a Câmara. Só temos de retirar o problema principal que nada tem a haver com o trabalho desenvolvidos diariamente por estas instituições e pela a Câmara Municipal e fica à vista de todos.

Ao longo deste mandato como vereador do PSD, mantive-me sempre ao lado dos Pedroguenses, das instituições e sempre defendi o que era correto na minha consciência e fui ponte entre pessoas e instituições, num mandato que foi de conflito e de meias verdades. Não sou de rancores nem de vinganças e por essa razão nunca respondi a provocações nem a vinganças.

Neste mandato apenas recebi o meu salário de vereador, não coloquei ajudas de custo ao longo de todo o mandato de quatro anos. Deixo a mesma mesa, cadeira e computador que recebi e em que trabalhei. Fiz isto com a convicção que este cargo é para servir os Pedroguenses.

Saio com mais dignidade e experiência, com a certeza de dever cumprido, dei tudo o que podia e tive muitas lições de vida, nestes quatro anos cresci 8 anos e envelheci 12.

Quero agradecer aos funcionários da Câmara Municipal (chefias, funcionários e colaboradores), OBRIGADO pelo apoio e dedicação, por me terem ajudado e apoiado. Brevemente sou apenas mais um de vós.

Jamais esquecerei a Junta de Freguesia de Vila Facaia. Fui para a Freguesia de Vila Facaia aos 7 anos, quando fui para a escola primária de Aldeia das Freiras e vim viver para aldeia do meu pai, uma vez que fui feito na ilha da Madeira, vim nascer ao Avelar e andei de terra em terra pelo nosso país, numa pista de carrinhos de choque do Sr. Tomé de Escalos do Meio.

Fui muito feliz e tive muito prazer em ser secretário da Freguesia de Vila Facaia devido à sinceridade e a convivência sã com todos os seus habitantes e onde com muito pouco se tentava dar muito a todos.

Neste 12 anos colaborei com todas as juntas de freguesias de onde me orgulho que andei com o Sr. José Barão da Freguesia de Pedrógão Grande durante meses ao final do dia a fazer a toponímia da Freguesia de Pedrógão Grande à noite e no final comer umas belas bifanas com ovo na Tojeira, a criação do jardim da Graça com o Sr. Joaquim Baeta numa bela parceria de autarquias que começou na aquisição de terrenos e hoje é uma realidade em construção e não posso esquecer o trabalho de 8 anos com o Sr. José David e a Jacinta Paes, bem como, este mandato com o José Dinis, Jacinta Paes e a Teresa Pinto.

Dado que está mensagem foi escrita e será divulgada antes do ato eleitoral, poderia haver outras mensagens boas e más que gostaria de dizer, bem como agradecer a mais algumas pessoas, mas como, não quero criar atritos neste ato eleitoral, omitirei nesta mensagem.

Não escondo que tenho pena de não ir trabalhar com algumas pessoas, até porque tenho lá verdadeiros amigos, com quem trabalhei ao longo destes 12 anos, até porque, os tempos são de oportunidades, de muito trabalho, de responsabilidade e de dever com os Pedroguenses.

Esta tragédia provocada pelo brutal fogo que sofremos deve fazer pensar que temos de fazer conceções e acordos para não bloquear algumas instituições de Pedrógão Grande. Quem ganhar estas eleições tem deveres e responsabilidades acrescidas, os pedroguenses não vão perdoar quem não trabalhar e der esperança e alento a quem sofreu.

Não posso deixar de agradecer a diversas pessoas que ao longo da vida e destes mandatos foram importantes para mim e para o concelho:

José Vaz – O Homem que me deu o exemplo de servir as pessoas através da politica, com simplicidade e humildade.

José David – O Homem que meu a oportunidade de trabalhar e servir os cidadãos, com total confiança e sem filtros ou travões.

José Graça – Um homem sábio que foi meu confidente nas horas de desespero.

Diretora Natércia Rodrigues – Uma Senhora que foi a minha parceira na estabilização da escola e no meu maior orgulho como vereador (educação).

Dr. Raul Garcia um Homem com grande dignidade, dos poucos nunca duvidou de mim e sempre me apoiou.

Professora Doutora Ana Abrunhosa – A mulher que deu a mão a Pedrógão Grande na sua maior tragédia.

Manuel Neves – Um Homem que serviu a politica e o seu concelho e que nunca se serviu da politica e do seu concelho (o orgulho que tenho de ser seu genro).

Manuel da Conceição Gomes – o Homem que quando eu tinha 8 anos passou de encarregado de uma atividade com 8 trabalhadores e tinha um bom salario para ganhar um terço e ser um trabalhador de uma serração e me ensinou que só somos gente se formos honestos, humildes e amigos do nosso amigo, pela razão de dar uma melhor educação aos seus filhos estando todos os dias presente. Obrigado Pai.

Sofia, Leonor, Diana, Maria do Céu e Gracinda as mulheres da minha vida.

Quem me conhece sabe que tento sempre defender os interesses dos Pedroguenses e que tento ajudar e assim continuarei a fazer.

Obrigado pelo apoio e carinho.

Bruno Gomes (Vereador da CM Pedrógão Grande)

 

Comments are closed.

Scroll To Top