AVP: Epidemia ou Pandemia

Como poderá uma epidemia se transformar numa pandemia?

A epidemia é o desenvolvimento rápido de uma doença contagiosa, que não tem causas locais, assim a mesma doença passará a pandemia, quando se ataca a uma população, país ou vários países. Assim, os sintomas da actual pandemia de nome de coronavírus, são a tosse seca, a fadiga e a febre, embora certos organismos humanos poderão contrair com o mesmo vírus formas mais graves, como o são a doença pulmonar.

Será a mesma pandemia uma mensagem, ou um grito que saiu das profundezas da Terra.

É estranho que este vírus se ataca aos pulmões do homem, onde o homem se ataca continuamente aos pulmões da Terra.

Será o momento propício de uma eficaz reflexão, sobre o senso da aventura humana sobre a Terra.

O homem crê na sua força e no seu poder e mais na sua inteligência, mas um invisível microorganismo nos dá razão das suas capacidades virtuais.

Assim a doença do COVID-19, reina em mestre frente à realidade do nosso egoísmo debordante, confirmando a teoria que todos nós humanos somos pobres mortais.

Confinados à ideia de estarmos encerrados num espaço limitado pela causa da actual doença viral, que atropela todo o sistema planetário. Nesse momento atípico haverá a possibilidade de fazer um exame interior de nós mesmos, ou abrirmos um álbum de fotos de família e amigos – um bom livro, pois que uma profunda inspiração nos faz lembrar que o ar e a vida circulam em nós e a sua doçura ou suavidade se difusam no nosso ser.

É o amor pela vida que nos traz a coragem para assim semearmos novas promessas para o futuro e contribuirmos para um mundo melhor mais amado e mais justo, pois que a mensagem enviada pelo planeta Terra é bem expressiva.

Há necessidade absoluta de meter um travão na mundialização pelo risco de destruirmos toda a nossa civilização e todas as riquezas que envolvem a atmosfera terrestre.

Num ponto de vista económico e político a mundialização continuará no seu eixo rotativo, e o dinheiro no centro da humanidade. Enquanto o mesmo reinar em mente o homem continuará com os mesmos erros do passado e a sua memória no seu delírio imaginário de fracasso sobre fracasso.

Só uma geração futura poderá surgir para o mundo, mais justa e mais conscienciosa e respeitosa do planeta Terra, pois que os erros do passado poderão servir de exemplo no futuro.

Como desenhar o mundo de amanhã? Em verdade estamos em perda do futuro. Quando vimos Portugal desembolsar milhões de euros das suas caixas despojadas de liquidez no seu activo financeiro, para evitar a progressão da actual crise económica neste difícil momento da sociedade portuguesa com a possibilidade de destroçado do défice para além dos 120% do PIB!

Enquanto isso vai acontecendo, o povo português está consciente que depois desta azáfama calamitosa, que exige cuidados imediatos, espera-se o direito e a compensação sociais e materiais para com o povo português, num futuro bem próximo.

Perder a esperança e ter receio de enfrentar um novo mundo poderá abrir novas perspectivas para o futuro.

Para salvarmos o planeta Terra será possível de reduzir o excessivo consumo eléctrico pela libertação de gazes tóxicos, que afectam directa ou indirectamente a qualidade dos recursos ambientais.

A mudança horária entre a estação de Verão e o Outono nos fins do mês de Outubro de cada ano, alteram profundamente o consumo de milhares de KW em todo o país, perdendo a população uma hora e meia de sol durante um período que abrange todo o mês de Novembro, para além de forte efeito exasperado, no conjunto dessas alterações sobre a saúde pública, que merece reflexão imediata.

Esperando que o fogo se meta no verde, para que essa decisão seja acolhida pelo governo português, sobre a qual terá feito promessa.

A.V.P.

 

 

Comments are closed.

Scroll To Top