AVP: A Opinião

A opinião é um elemento construtivo essencial ao princípio da comunicação social, mais ou menos fundada sobre a maneira de pensar, de agir ou julgar. Uma doutrina uma crença, numa matéria moral ou política, sobre um ou outro assunto.

O melhor de uma filosofia é o de julgar o ser humano âs suas causas, não pelos seus discursos, mas pelos seus actos.

Temos uma formal opinião, sobre a maioria da nossa juventude, com uma orientação manifesta pela emigração, sabendo que o ano 2019 levou 45.000 jovens com idades compreendidas entre 25 e 39 anos, que abraçaram as fileiras da emigração, considerados como sendo riqueza de um país.

Será pelos mesmos valores que as aves migratórias se transladam de um continente a outro continente e sobre o planeta Terra, a uma velocidade de 300 quilómetros diários, sem que os cientistas encontrem uma explicação válida a este fenómeno animal.

Será por uma escala de valores, duma existência moral ou sociável que essas aves ocupam os céus de todo o universo?

Terão os partidos políticos uma melhor interpretação sobre o procedimento da juventude portuguesa através de um plano migratório na busca de um maior poder de aquisição e adquirir uma melhor qualidade de vida, assim na procura de um futuro mais promissor para si e seus familiares, coisa que não é possível no actual modelo político de governação em Portugal.

Por definição do exposto, o Rei Midas da mitologia grega, onde ele tocava com as mãos, tudo se transformava em ouro.

Em tudo há boa razão, se houver boa intenção.

É do conhecimento popular, que a poesia nutri o amor e destrói pelo mesmo o orgulho e a soberba e limpa o coração.

Somos nós portugueses um corpo social vivendo em estado gregário, uma tendência ou instinto que leva cada indivíduo a adaptar de condutas e opiniões em grupo com eficiência natural para assim se combater o actual vírus, ou Covid-19, embora na imparidade de uma luta desigual contra um inimigo destemível e invisível.

São constantes as dificuldades encontradas nos centros hospitalares mas de um bom sentimento afectivo o corpo médico mutuamente ligado em si, e num acto solidário aos seus princípios e num engajamento ou ajuste comum do funcionamento activo à virtude de servir e do dever profissional, o povo português, agradece continuamente o qualificativo do corpo médico do país.

Vivemos nós cidadãos deste mundo, no fogo da purificação depois de tantos males que continuamente atravessam o planeta Terra, quer seja nos homens ou nos animais.

O tempo é de silêncio e reflexão.

Do confinamento ao stress, à solidão, assim vive o povo português com medidas intransigentes, sem esquecer o que vai acontecendo no comércio e na indústria sujeitas a restrições e limites extremos. Toda esta faina tem custos proporcionais para com a economia do país, mas não obstante o país desde sempre esteve a braços com um endividamento colossal do défice exterior, o que faz pouco sentido.

Mas no actual momento de pandemia, é preciso dar vida ao país, e não continuar a haver famílias desalojadas ou estudantes metendo ponto final nos seus estudos e caírem no desespero, assim como crianças saírem de suas casas a caminho da escola com o seu estômago vazio…

Vão os anéis, fiquem os dedos!

Assim falam os políticos; é preferível fazer pagar o défice exterior aos pobres pois que eles são em maior número que os ricos.

Tudo isso se resume em duas frases… Diríamos que a opinião se converte no confinamento com milhões de pessoas sobre um longo período de êxtase em que o indivíduo é dominado pelas emoções e surpreendido pela súbita participação ao senso comum.

Neste espaço de tempo caracterizado por uma situação irrealista e pecuniária na maioria das famílias portuguesas, fecham-se as portas à cultura – ao teatro – ao cinema e restaurantes etc.

São medidas constrangidas ou forçadas, puxadas pela contravenção com coimas aplicadas de maneira exuberante a cortar a respiração.

Será uma maneira prática de educar o povo português, será uma acção de dever para abranger as faculdades morais no conhecimento, na prática das boas relações, e desenvolver as qualidades particulares do ser humano?

Todas as decisões devem traduzir-se no Amor e não pela vingança. (Martin Luther King)  AVP

Comments are closed.

Scroll To Top