Alteração estrutura administrativa e ficha técnica

Alteração estrutura administrativa e ficha técnica

Devido à idade do responsável pela administração dos órgãos de comunicação social, da “Fercorber Madeiras e Materiais de Construção, Ldª,” entendem no início de 2015, proceder ao ajustamento e distribuição de responsabilidades pelos seus colaboradores alterando-se por esse motivo a ficha técnica das “Rádio São Miguel, Pampilhosa 97.8”, jornais “O Ribeira de Pera e Figueiroense”.

A sua propriedade mantém-se em nome da sociedade Fercorber Madeiras e Materiais de Construção, Ldª:

Os Serviços Financeiros a responsabilidade passa para  Alda de Carvalho;

Os Serviços administrativos de O Ribeira de Pera e O Figueiroense passam para Francisca Maria Correia de Carvalho, António B. Carreira e Manuela Freire;

Os Serviços Comerciais de O Ribeira de Pera e O Figueiroense, passa para a responsabilidade de António B. Carreira

Rádio São Miguel e Pampilhosa 97.8:

Serviços administrativos: Passam para a responsabilidade de Alda de Carvalho e Francisca M. C. de Carvalho;

Serviços Comerciais; Passa para Manuela Freire.

O director dos jornais de “O Ribeira de Pera e Figueiroense” deverá dentro de algum tempo ser substituído por Francisca Correia de Carvalho, até essa substituição mantém-se interinamente o atual diretor.

Na hora do meu afastamento voluntário deixo o meu agradecimento

Devido ao “caciquismo” político que sempre existiu nesta minha terra por “nascimento”, não foi fácil a minha adaptação nesta área da “comunicação social”, em especial quando há anos cancelado, o titulo “O Castanheirense”, essa classe política “cacique” dominante de um tipo de “lacaios” ao seu serviço obcecados pelo poder totalitário, entenderam por meios fraudulentos impedir o seu registo. Em causa estava impedir uma impressa regional livre e democrática.

Apesar de ter com verdade lutado pelo titulo, acabei por entender este titulo não ser os meus ideais dado a sua fundação e continuidade estar sempre ligado ao regime “Salazarista”, servia a política com a mão direita e recebiam o retorno com a mão esquerda.

Deus tenha em descanso um amigo que me alertou para o título de jornal mais antigo do concelho, o qual imediatamente analisei e verifiquei esquadrar-se nos meus ideais; “Fundado em  1914  por Dr. Manuel Dinis Henriques; (memorizando a fundação do concelho); MENSÁRIO REGIONALISTA INDEPENENTE DEFENSOR DOS POVOS AO NASCENTE DA SERRA DA LOUSÔ

Um titulo, devido à política o seu fundador, um grande democrata, investidor sem objectivos políticos para o desenvolvimento do concelho, apostou pelo desenvolvimento do novo concelho cedendo edificio gratuitamente para a instalação da primeira câmara municipal, foi o primeiro copncelho  na zona centro antecipando-se a Coimbra, na instação de uma rede electrica com a construção de uma central em Pisão Novo, várias vezes vandalizada pelos “lacaios” da já política “cacique”, este jornal, dado tratar-se de um jornal democrático, “aberto em defesa dos povos ao nascente da serra da Lousã” teve pequenos percursos.

Ao repescar este titulo fi-lo com muito orgulho dado o seu passado, sei que ganhei inimizades, outras foram criadas por esse motivo, dada a minha avançada idade, entendo que este jornal regional único no concelho, não deve suspender a suas edições, daí entender transferir progressivamente os meus poderes para os meus familiares que, como nas outras actividades , com grande sacrifício por mim criadas estão a gerir.

A transferência da sua direcção já em preparação, quando desta removido, a minha continuidade será de apoio ao director ficando de minha responsabilidade o seu editorial

Aos meus amigos que sempre me apoiaram, deixou nesta hora de despedia o meu muito obrigado, aos inimigos que sempre me criticaram e atentaram contra o meu bom nome, faço minha as palavras de Jesus Cristo quando nas mãos de seus algozes levantando o seu olhar para o céu, disse “perdoai-lhes Pai, eles não sabem  o que fazem nem o que dizem”, eu, aos meus inimigos, não partilho o seu entendimento, deixo o meu também muito obrigado pela critica, esta foi sempre bem recebida por entender ser construtiva, aprendi muito com este estilo de critica.

Fernando C. Bernardo

Comments are closed.

Scroll To Top